DESPORTO

Treinador Português admite que vai “roubar” jogadores de Amorim

Publicado:

Roberto Martínez
© Getty Images
Publicidade

Rui Jorge, o treinador da seleção sub-21, deu o pontapé inicial para o jogo desta terça-feira, 16 de outubro, contra a Grécia, que aconteceu às 19h00 em Guimarães. Ele começou reconhecendo a dificuldade que a equipe grega apresenta e destacou que, independentemente do resultado, nada será definitivo.

“Estão muitos pontos em jogo, este jogo não será decisivo. Gostaríamos de manter nossa sequência de vitórias, mas, no futebol, todos gostam disso. Estamos falando de equipes de alto nível, a Grécia é uma equipe muito agressiva, com um estilo de jogo direto e focada em jogadas profundas. Este pode ser um jogo mais disputado do que os que enfrentamos até agora, já que eles têm muitos jogadores atacando. Acredito que será um grande espetáculo de futebol”, declarou o treinador durante a coletiva de imprensa.

Rui Jorge confirmou que terá todos os jogadores disponíveis, incluindo Dário Essugo, Eduardo Quaresma, Mateus Fernandes e Tiago Tomás, ex-jogador do Sporting. Ele também admitiu a possibilidade de fazer mudanças na equipe para esse confronto: “Com todos os jogadores disponíveis, estou em boa posição para montar a equipe. Pode haver mudanças na escalação, ela não está totalmente definida.”

Publicidade

Vale a pena lembrar que a seleção de Portugal venceu seu último jogo na fase de qualificação para o Europeu de 2025, derrotando a Bielorrússia por 6-1 em 13 de outubro. Dário Essugo foi titular nessa partida, e Mateus Fernandes marcou o quinto gol do jogo. Atualmente, a seleção portuguesa lidera o Grupo G da qualificação para o Campeonato da Europa, com nove pontos em três jogos, marcando 14 gols e sofrendo apenas um, contra a Bielorrússia.

Publicidade