DESPORTO

Sem paixão nem piedade treinador do Barcelona manda duras farpas para Sérgio Conceição

Publicado:

Barcelona
© Getty Images
Publicidade

O embate entre FC Porto e FC Barcelona, na quarta-feira, da segunda jornada do Grupo H da Liga dos Campeões de futebol, servirá de exame ao momento do campeão espanhol, observou hoje o treinador ‘blaugrana’ Xavi Hernández.

“Temos jogadores muitos bons e mais experientes. Alguns nunca tinham vencido títulos antes de chegarem a este clube, mas já temos mais tempo de trabalho e reforçámo-nos bem. Há ilusão, fé e esperança de que possamos estar ao nível que é necessário, mas veremos.

Temos um grande encontro contra um clube histórico, que possui uma equipa agressiva e dinâmica, um treinador muito bom e ótimos futebolistas. Estamos no palco perfeito para fazer uma grande partida”, avaliou o técnico, em conferência de imprensa.

Publicidade

As duas equipas estão igualadas no topo da ‘poule’, após os ‘dragões’ terem vencido os ucranianos do Shakhtar Donetsk (3-1), num jogo disputado em Hamburgo, na Alemanha, devido à invasão da Rússia à Ucrânia, enquanto o campeão espanhol derrotou em casa os belgas do Antuérpia (5-0), com dois golos e uma assistência do português João Félix.

“Jogo mais importante da ‘poule’? Não penso assim, mas em conquistar os três pontos e em assegurar a qualificação para a próxima fase. Esperamos um oponente intenso, com bastante velocidade na frente e forte nas transições.

O FC Porto gosta de ter a bola, mas fecha bem a defesa, faz boa pressão, ganha duelos e é forte nas bolas paradas”, referiu Xavi, preparado para a hipótese de os ‘dragões’ alinharem com quatro ou cinco defesas.

Publicidade

Privados dos lesionados Frenkie de Jong, Pedri e Raphinha, que representou Vitória de Guimarães e Sporting, da I Liga portuguesa, os catalães chegam ao recinto portista sem derrotas em 2023/24 e tentam acelerar o objetivo de regressarem aos oitavos de final da Liga dos Campeões, após terem ‘caído’ logo na primeira fase das últimas duas edições.

“Parece que estamos a ver fantasmas na ‘Champions’, mas já se ganhou muita coisa. O Ilkay Gündogan e o João Cancelo são campeões europeus em título [pelo Manchester City]. Podemos pensar positivo e reparar que já estamos numa nova época e temos um plantel diferente e com mais experiência. Começámos bastante bem esta prova, somos líderes do grupo e temos de competir com todo o caráter e sem complexos”, enquadrou.

Xavi Hernández, que renovou recentemente contrato com o FC Barcelona até 2025, vai cumprir o 100.º encontro no comando do clube ‘blaugrana’, no qual se tinha notabilizado como médio e capitão, vencendo a principal prova europeia de clubes por quatro vezes.

Publicidade

“Aprendi a não estar demasiado eufórico quando as coisas nos correm bem ou bastante derrotista quando nada nos sai. Sou uma pessoa emocionalmente bastante equilibrada e tento transmitir isso aos atletas. Considero que temos um jogo ofensivo. Quando fomos corajosos, as coisas correram-nos bem. Por isso, não temos de mudar nada. Contudo, devemos estar atentos à defesa. Há que ter equilíbrio, mas sermos dinâmicos”, apontou o técnico do atual segundo colocado do escalão principal espanhol, atrás do Real Madrid.

O FC Porto recebe o FC Barcelona, ambos com três pontos, na quarta-feira, a partir das 20:00, no Estádio do Dragão, no Porto, em encontro da segunda jornada do Grupo H da Liga dos Campeões, que será arbitrado pelo inglês Anthony Taylor, horas depois de os belgas do Antuérpia medirem forças em casa face aos ucranianos do Shakhtar Donetsk.

Publicidade
Publicidade