DESPORTO

Sem dor nem piedade treinador do Salzburgo deixa farpa ao Benfica

Publicado:

treinador do Salzburgo
Gerhard Struber deixou elogios
Publicidade

Instantes após a eliminação do RB Salzburgo das competições europeias, na sequência da derrota diante do Benfica (1-3), esta terça-feira, Gerhard Struber destacou que a desilusão servirá para a equipa “amadurecer” frente a uma equipa em que acabou por destacar o papel de… Di María.

“No final fica um sabor muito amargo. Contra esta equipa [do Benfica] e especialmente contra o Di María, nem sempre encontrámos a receita para defendê-los tão bem como precisamos de fazer contra uma equipa deste nível”, começou por assinalar em declarações citadas no LigaPortal.

Publicidade

“É um momento doloroso aceitar isto. Os rapazes estão muito dececionados. Temos de aprender e deixar espaço para estes momentos. Tínhamos tudo planeado e falhámos, mesmo com bons momentos no jogo de transição ou posicional”, acrescentou de seguida.

“Houve simplesmente fases em que percebemos o quão forte era o clube desde o primeiro minuto. Não foi suficiente. É doloroso e ao mesmo tempo é uma grande oportunidade para a minha jovem equipa aprender com a experiência e amadurecer”, completou.

Publicidade

Recorde-se que o Benfica necessitava forçosamente de vencer os austríacos por uma diferença de dois golos – algo que acabou por se concretizar ao cair do pano, com um golaço de Arthur Cabral a permitir a festa dos encarnados.

Publicidade
Publicidade