DESPORTO

Roberto Martínez solta o verbo e ataca brutalmente Sérgio Conceição

Publicado:

O selecionador Português, o Roberto Martínez solta o verbo e ataca brutalmente Sérgio Conceição, ato que repercutiu bastante.
© Getty Images
Publicidade

O selecionador Portuges de futebol , o Roberto Martínez solta o verbo e ataca brutalmente Sérgio Conceição , isto no decorrer da manhã desta segunda-feira.

Roberto Martínez solta o verbo e ataca brutalmente Sérgio Conceição

A propósito da estreia de João Mário pela equipa das quinas nos recentes jogos da seleção, o treinador do FC Porto considerou que o defesa “veio um bocadinho a dormir”. A polémica chegou aos jornais do país vizinho, que arrasaram Conceição, mas o selecionador nacional relativizou o assunto.

Publicidade

“Não posso interpretar mal as palavras do Sérgio Conceição, tenho uma relação de muito respeito com todos os treinadores de Portugal, a seleção precisa do trabalho de todos os treinadores, a minha relação com o Sérgio é muito impecável e não acho que as palavras tenham um contexto negativo”, começou então por dizer o Roberto Martínez aos jornalistas, à margem de um evento na Cidade do Futebol em que a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e o BPI anunciaram a renovação da parceria. Que, então une as duas instituições desde 2018, até 2030.

“Tenho experiência, temos de falar publicamente cada dia, é normal alguma vez ter palavras que não tenham o contexto que nós queremos dar. Não tenho nenhum problema. A minha relação com o Sérgio Conceição é muito boa”, continuou então falando da reação que aconteceu na imprensa espanhola.

Publicidade

“Acho que é normal, quando há umas palavras que não têm contexto, é fácil ter uma ideia que não é a ideia do Sérgio. Não falei com ele. Falarei com ele, mas não por essa razão. Falo com os treinadores dos nossos jogadores porque têm informação importante para mim. Trabalhamos juntos. Não acho que seja um problema. O contexto é importante”, realçou.

“O Sérgio falou de um jogador como é o João Mário, que foi um exemplo. É um jogador na nossa pré-lista e a sua atitude e desempenho foram de alto nível. jogou dois jogos… a nossa seleção ajuda os jogadores jovens a terem um papel importante. Não trabalhamos com 23 jogadores, trabalhamos com 40 jogadores. Acho que o exemplo do João Mário foi perfeito”, finalizou o treinador espanhol.

Publicidade
Publicidade