DESPORTO

Melhor jogador de Roger Schmidt anuncia aposentadoria; Ora veja

Publicado:

Um dos jogadores do Benfica, um considerado como melhor jogador de Roger Schmidt anuncia aposentadoria; Ora veja
© Getty Images
Publicidade

Ángel Di María surpreendeu a todos ao anunciar que a Copa América será sua última competição antes de se aposentar da Seleção da Argentina. O extremo do Benfica compartilhou essa decisão em uma entrevista à Rádio Albiceleste Urbana Play no dia 17 de outubro.

O jogador número 11 começou a entrevista sendo questionado sobre até quando ele planejava representar a seleção, e ele não hesitou em afirmar: “Essa Copa América e depois a Seleção acabou para mim, é a última.” Essa declaração pegou muitos de surpresa, e fãs e locutores ficaram chocados com a notícia.

Di María demonstrou um grande respeito por Lionel Messi, seu companheiro de equipe na seleção argentina. Ele destacou a importância de sua relação com Messi, afirmando: “Com Leo [Messi] consegui tudo. A única coisa que me faltava era jogar em um clube com ele, e no dia em que se despediram de mim no PSG, eu o abracei e disse: ‘a única coisa pela qual sou grato é por ter tido a oportunidade de jogar ao seu lado na mesma equipe, de poder vê-lo todos os dias’.”

Publicidade

Ele continuou a falar sobre sua experiência de estar no PSG e como foi significativo treinar e jogar ao lado de Messi durante uma temporada. Para Di María, essa foi uma das melhores experiências de sua carreira, e ele expressou seu apreço por poder compartilhar o campo com um talento tão excepcional.

“Passar um ano inteiro lá, ver Messi em ação todos os dias, observar o treinamento e testemunhar as coisas incríveis que ele faz, para mim, foi o melhor”, acrescentou Di María, relembrando sua passagem pelo PSG, onde teve a oportunidade de se alinhar com Messi antes de seguir para a Juventus.

Desde que se juntou ao Benfica, Ángel Di María, avaliado em 8 milhões de euros, participou de nove partidas, marcando seis gols e fornecendo uma assistência. Em sua última temporada com a Juventus, ele esteve presente em 40 jogos oficiais e marcou oito gols, além de contribuir com sete assistências.

Publicidade

O anúncio de que a Copa América será sua última competição internacional marca o fim de uma carreira notável na seleção argentina para Di María, que ao longo dos anos conquistou muitos fãs com seu talento e dedicação ao esporte. Sua decisão de encerrar essa fase de sua carreira é um momento significativo tanto para ele quanto para os fãs do futebol argentino, que certamente sentirão falta de vê-lo representar sua nação nas competições internacionais.